O TEA também acontece lá em casa!

O TEA também acontece lá em casa! 4/AGO - Anita Brito - Palestrante sobre TEA (Transtorno do Espectro do Autismo)

Foi com muita honra que aceitei o convite para escrever esta coluna.  A cada quinze dias, teremos assuntos relacionados ao Transtorno do Espectro do Autismo, mais conhecido hoje somente como TEA.

Nesta coluna, traremos assuntos relevantes sobre o TEA, tais como histórias de famílias com os mais diversos temas, desde superações a momentos críticos, filmes, bibliografia, inclusão, leis e abordaremos, também, novidades da ciência relacionadas ao TEA de maneira simples. Aqui, teremos espaço para levar mais informações tanto àqueles que têm uma pessoa com TEA em sua família, quanto àqueles que trabalham direta ou indiretamente com estas pessoas. 

Mas, você sabe o que é o TEA? Conhece a história? Entende por que a prevalência tem aumentado tanto? Conhece seus direitos e deveres? 

Estas e outras perguntas serão respondidas aqui, sempre com foco em um tema específico e uma abrangência que o assunto pede e merece. 

O Brasil conta hoje, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), com cerca de 2 milhões de pessoas dentro do TEA. Porém, isso é só uma estimativa que a ONU fez de acordo com o número médio para a população mundial. Acredita-se que este número seja muito maior que a estimativa feita pela ONU, pois há várias pessoas a espera de um diagnóstico que nunca chega… E isso se dá, prinicplamente, pela falta de preparo de órgãos ligados à saúde e à educação.

Em 27 de dezembro de 2012, a Lei 12.764/2012 foi assinada. Foi um marco para as pessoas que lutavam por direitos para seus filhos pois, até então, a pessoa com TEA vivia em uma espécie de limbo, pois nem era vista como “normal”, de acordo com os padrões da sociedade para se frequenter uma escola ou para trabalhar, e nem era vista como pessoa com deficência, logo, não poderiam gozar dos direitos das pessoas com deficência. A partir deste dia, toda pessoa dentro do TEA passou a ter seus direitos garantidos por lei. Mas, será que com a assinatura desta lei tudo mudou? Todas as pessoas no TEA têm seus direitos, garantidos por lei, respeitados? Este será assunto para nosso próximo encontro. Até lá!

Você sabia?

De acordo com o CDC (Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos) 1 a cada 68 crianças nascem com autismo http://www.cdc.gov/ncbddd/autism/data.html). A ONU estima que 1% da população mundial tenha autismo. No Brasil, seriam 2 milhões de pessoas com autismo. Mas não temos números exatos, tampouco as leis são respeitadas para levar qualidade de vida a milhares de pessoas que, direta ou indiretamente, estejam ligadas ao TEA. 

 

Dica de Filme:

“Meu nome é Khan” (My name is Khan, 2010) é um filme indiano, que conta a história de Rizwan Khan, um garoto muçulmano que foi criado pela mãe, juntamente com seu irmão, em Mumbai, na Índia. Seu irmão vai morar nos Estados Unidos e Khan, depois que sua mãe morre, junta-se ao seu irmão e à sua cunhada em São Francisco. Lá, sua cunhada o diagnostica como Asperger, que faz parte do TEA. Apesar de algumas limitações, Khan começa a trabalhar e apaixona-se por Mandira, uma cabeleireira linda, separada e mãe de Sameer. 

Eles se casam e tudo vai muito bem, até o terrível ataque às Torres Gêmeas (11 de setembro 2001). 

Khan, após sofrer preconceito por sua religião, como se já não bastasse o que sofrera na infância por ser diferente, sai em uma jornada incrível para deixar claro a todos, inclusive ao Presidente dos Estados Unidos, que ele não é um terrorista. Preparem os lencinhos!

 
O conteúdo da matéria é de responsabilidade do colunista
 

 
Anita Brito - Palestrante sobre TEA (Transtorno do Espectro do Autismo)

Anita Brito - Palestrante sobre TEA (Transtorno do Espectro do Autismo)

Elizabeth Monteiro 2016. Todos os direitos reservados.
Cereja.in